26.3 C
Manaus

DISQUE DENÚNCIA

OUÇA AO VIVO

ASSISTA AO VIVO

Sinésio fala sobre nova lei que exige notificação antes de vistoria em medidores de água ou luz

Publicado em:

- Anúncio -

Autor de projeto de lei já em vigor que exige que consumidores sejam notificados antes de vistoria em medidores de água e luz, o deputado estadual Sinésio Campos (PT) falou sobre ela em entrevista à rádio Onda Digital esta manhã. Ele disse que essa lei foi resultado do trabalho da CPI da Energia na Aleam.

Veja mais:

Fausto Junior fala sobre revogar concessão da Amazonas Energia: “Ela não tem mais capacidade”

Deputado Sinésio diz que diretor da Amazonas Energia pode ser preso por mentir à CPI

“Havia algumas brechas no que se dizia respeito à lei anterior”, disse o deputado, “e eu e os deputados Dermilson e Carlinhos Bessa fizemos os ajustes. As brechas da lei anterior davam inclusive justificativa para que as empresas fizessem medições sem notificação. Agora, está nos pormenores. É mais uma forma que encontramos de dizer que as empresas não são donas do Estado, todos somos clientes delas. Essa lei veio sobretudo para que a população não aceite tudo de forma passiva, como vinha acontecendo. E vamos continuar fazendo as audiências públicas, buscando mais elementos que incriminem essa empresa [Amazonas Energia] que comete diuturnamente fraudes e abusos contra seus clientes”.

Sinésio Campos também falou sobre o andamento dos trabalhos da CPI da Energia. “Estivemos em Barcelos e constatamos o que já tínhamos falado aqui, ‘encontro de contas’.  A contribuição da iluminação pública não está sendo repassada para o município.  Reconvoquei os diretores da Amazonas Energia para o dia 11 às 14h na Aleam. A CPI está acontecendo nos bairros de Manaus, ouvindo a população. Marcamos para o dia 7 ida a Maués e Parintins. Estamos identificando os casos de ‘gato dobrado’ também nos municípios. O Programa Luz para Todos parou, o dinheiro está caindo na conta da empresa  e estamos fazendo o levantamento junto à Aneel”.

O deputado ainda revelou que a CPI apurou que a CEAM, antiga companhia anterior à Amazonas Energia, está vendendo seu patrimônio em São Gabriel da Cachoeira: “Algo extremamente criminoso. Eles tiveram permissão de uso de área no centro da cidade para instalação de uma usina termelétrica quando era CEAM. Agora a termelétrica mudou de local e querem vender o terreno, que era público, para a prefeitura construir uma escola, por 2 milhões de reais. Já estou com os documentos em mãos e vou denunciar. Tudo isso graças à CPI itinerante”.

Da Redação.

Deixe seu comentário
- Anúncio -
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
UEA - Universidade Estadual do Amazonas  - Informativo

| Compartilhar

Ivanildo Pereira
Ivanildo Pereira
Repórter de política na Rede Onda Digital Jornalista formado pela Faculdade Martha Falcão Wyden. Política, economia e artes são seus maiores interesses.

Últimas Notícias

- Anúncio -
Siga-nos no X
Rádio Onda Digital
Instagram Rede Onda Digital
Entrar no grupo de Whatsapp - Rede Onda Digital
Youtube - Rede Onda Digital
TV Onda Digital

Mantenha-se conectado

0FansLike
0FollowersFollow
513FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Anúncio -