30.3 C
Manaus

DISQUE DENÚNCIA

OUÇA AO VIVO

ASSISTA AO VIVO

Câmara dos deputados aprova alterações na reforma do Ensino Médio; veja o que mudou

Publicado em:

- Anúncio -

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (09/07) o Projeto de Lei 5230/23, que traz alterações na reforma do ensino médio (Lei 13.415/17). O objetivo é adaptar a formação às realidades das escolas, oferecendo alternativas mais adequadas aos estudantes. O projeto, agora, aguarda sanção presidencial.

O substitutivo do deputado Mendonça Filho (União-PE) mantém o aumento da carga horária da formação geral básica de 1.800 para 2.400 horas ao longo dos três anos do ensino médio para alunos que não optarem pelo ensino técnico. A carga horária total permanece em 3.000 horas, divididas entre 1.800 horas de formação geral básica e 1.200 horas de itinerários formativos.

Os alunos poderão escolher uma área para aprofundar seus estudos, entre as seguintes opções:

  • Linguagens e suas tecnologias
  • Matemática e suas tecnologias
  • Ciências da natureza e suas tecnologias
  • Ciências humanas e sociais aplicadas

As novas diretrizes deverão ser formuladas até o fim de 2024, com aplicação completa a partir de 2025.


Saiba mais:


Ensino noturno e formação continuada

Uma das mudanças é a obrigatoriedade de oferta de ensino médio noturno em pelo menos uma escola pública por município, dependendo da demanda comprovada. O Ministério da Educação (MEC) também apoiará políticas de formação continuada para docentes, adequando-as ao novo formato do ensino médio.

Formação técnica

Para a formação técnica, o novo formato prevê 1.800 horas de formação geral básica, com 300 horas adicionais para disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) relacionadas à formação técnica. As restantes 900 horas serão dedicadas exclusivamente às disciplinas do curso técnico escolhido.

Inclusão

O projeto também aborda a inclusão e diversidade, permitindo que o ensino médio em comunidades indígenas seja ministrado nas línguas maternas. Além disso, flexibiliza o reconhecimento de aprendizagens e competências adquiridas em experiências extraescolares, como estágios e trabalho voluntário.

Benefícios e cooperação técnica

Alunos de baixa renda e de escolas comunitárias rurais terão acesso a benefícios do Prouni e do Programa Pé de Meia. Escolas que ofereçam ensino médio articulado com educação profissional terão prioridade no recebimento de recursos federais através do Pronatec.

Ensino Superior

Para o ingresso no ensino superior, a partir de 2027, o processo seletivo considerará as diretrizes de aprofundamento, permitindo que o estudante opte por áreas diferentes daquelas cursadas no ensino médio.

*com informações de Agência Câmara de Notícias

Deixe seu comentário
- Anúncio -
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
UEA - Universidade Estadual do Amazonas  - Informativo

| Compartilhar

Últimas Notícias

- Anúncio -
Instagram Rede Onda Digital
Rádio Onda Digital
Youtube - Rede Onda Digital
Siga-nos no X
Entrar no grupo de Whatsapp - Rede Onda Digital
TV Onda Digital

Mantenha-se conectado

0FansLike
0FollowersFollow
513FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Anúncio -