31.3 C
Manaus

DISQUE DENÚNCIA

OUÇA AO VIVO

ASSISTA AO VIVO

Morte de vereador degolado: Saiba o que motivou garçom a cometer o crime em restaurante, no CE

Publicado em:

- Anúncio -

No último dia 28/4, um crime em Camocim, interior do Ceará, teve repercussão nacional: Um garçom atacou com uma faca três pessoas dentro de um restaurante. Uma delas era o vereador César Veras, de 51 anos, que morreu após ter sua garganta cortada. O agressor foi preso pouco depois do crime.

Reveja a cena:

Agora, foram reveladas novas informações sobre o caso. Segundo o delegado Eduardo Rocha, responsável pela investigação, o autor do crime, identificado como Antônio Charlan Rocha Souza, não tinha antecedentes criminais e era conhecido na cidade por ser uma pessoa pacata e religiosa.


Leia mais:

VÍDEO: Jovem é morto a tiros enquanto fazia live no Instagram

VÍDEO: Policial de folga é morto a tiros na ‘frente’ de viatura da PM, no Ceará


O delegado afirmou que a motivação para o crime seria o assédio moral que o garçom estaria sofrendo no trabalho.

O agressor teria escolhido as vítimas: Todas as pessoas esfaqueadas eram amigas de Euclides Oliveira Neto, dono do estabelecimento onde o crime ocorreu e chefe de Charlan. O empresário foi o terceiro a ser esfaqueado. O vereador César Veras não tinha ligação com o criminoso. Segundo o delegado, para atingir o patrão, o garçom atacou pessoas ligadas a ele. Veras, assim como o segundo ferido, ia ao restaurante com frequência.

O delegado afirmou:

“Ele [o garçom] pegou revolta pelas pessoas que frequentavam ali. Ele queria atingir o dono do estabelecimento e, para isso, atacou os frequentadores que mais tinham relação com ele [o proprietário do restaurante]”.

Ainda segundo o investigador, a polícia teve acesso ao celular de Antônio. Não foi encontrado nada de incriminador, mas o histórico da internet apontou que o assassino havia pesquisado muito sobre assédio moral no trabalho.

Morte de vereador degolado no CE: Saiba o que motivou crime em restaurante
Antônio Charlan, o autor de crime brutal, e o vereador falecido César Veras (Foto: Reprodução).

O delegado também falou sobre o depoimento de Antônio. Segundo o assassino, ele teria visto a faca que seria usada como arma do crime enquanto bebia água. Depois, pegou a faca, se dirigiu até as vítimas e praticou o crime. O garçom afirmou que só se lembrou do que havia feito quando foi parado pela polícia.

A defesa de Charlan pediu a instauração de um incidente de insanidade mental. Contudo, o delegado afirma que “ele [garçom] sabia o que estava fazendo”. Antônio está preso preventivamente no presídio de Sobral, no CE.

*Com informações de Metrópoles

Deixe seu comentário
- Anúncio -
UEA - Universidade Estadual do Amazonas  - Informativo
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas

| Compartilhar

Ivanildo Pereira
Ivanildo Pereira
Repórter de política na Rede Onda Digital Jornalista formado pela Faculdade Martha Falcão Wyden. Política, economia e artes são seus maiores interesses.

Últimas Notícias

- Anúncio -
Youtube - Rede Onda Digital
Entrar no grupo de Whatsapp - Rede Onda Digital
Rádio Onda Digital
Siga-nos no X
TV Onda Digital
Instagram Rede Onda Digital

Mantenha-se conectado

0FansLike
0FollowersFollow
513FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Anúncio -