30.3 C
Manaus

DISQUE DENÚNCIA

OUÇA AO VIVO

ASSISTA AO VIVO

“Ele é um bajulador oficial do governador”, dispara Marcelo Ramos sobre Roberto Cidade

Publicado em:

- Anúncio -

Em entrevista exclusiva ao programa Tribuna Livre, o ex-deputado federal e pré-candidato a Prefeito de Manaus, Marcelo Ramos (PT), fez duras críticas à gestão da segurança na cidade e ao papel desempenhado pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Ramos destacou a falta de atuação efetiva do presidente da Aleam, Roberto Cidade (União brasil), que também é pré-candidato à prefeitura.

Marcelo Ramos não poupou palavras ao criticar o atual presidente da Aleam. Segundo Ramos, o presidente, que deveria fiscalizar os atos do Executivo, tem se mostrado um “bajulador” do governador do Amazonas, Wilson Lima.

“A saúde tá um caos e ele não dá um pio. A segurança tá um caos e ele não dá um pio. Por quê? Porque ao invés de cumprir a sua função constitucional, de fiscalizar os atos do executivo, ele é um bajulador oficial do governador”, declarou.

“Então, ele não tem autoridade moral, política, institucional para dizer que vai resolver o problema da segurança da cidade de Manaus”, continuou Ramos.

https://twitter.com/redeondadigital/status/1810748421013393757


Saiba mais:


Uso de policiais militares na Aleam

Um ponto de grande destaque na fala de Ramos foi a denúncia sobre a utilização de 200 policiais militares para a segurança da Assembleia Legislativa.

“Para agravar essa situação, ele tem, não são dez, nem vinte, ele tem duzentos, ouçam, duzentos policiais militares na Assembleia Legislativa à disposição, para serem babás de 24 deputados”, criticou.

Ele argumentou que a presença de um número tão elevado de policiais desvia recursos importantes que poderiam ser melhor empregados no combate à criminalidade nas ruas de Manaus.

Ramos também criticou a disparidade nos gastos públicos, comparando o custo per capita de um cidadão manauara com o custo por deputado estadual. Segundo ele, enquanto cada cidadão custa R$ 4.500,00 por ano, cada deputado custa R$ 20,5 milhões. Essa diferença, segundo o ex-deputado, é uma demonstração clara da ineficiência e do alto custo da Aleam para o Estado.

“A Assembleia é um poder que custa muito caro para o Estado brasileiro e custa muito caro para entregar quase nada, porque hoje é uma carimbadora dos interesses do governador do Estado”, completou.

Deixe seu comentário
- Anúncio -
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
UEA - Universidade Estadual do Amazonas  - Informativo
Tribunal de Contas do Estado do Amazonas

| Compartilhar

Últimas Notícias

- Anúncio -
Rádio Onda Digital
Entrar no grupo de Whatsapp - Rede Onda Digital
TV Onda Digital
Siga-nos no X
Youtube - Rede Onda Digital
Instagram Rede Onda Digital

Mantenha-se conectado

0FansLike
0FollowersFollow
513FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Anúncio -